Post convidado, escrito pelo Beto =)

Há quem jogue pra fechar todos hard modes. Há quem jogue pelo PvP. Há quem queira completar todos os achievs possíveis. Há quem jogue pra fazer gold. Há quem esteja apenas matando o tempo. E, no meio desses todos, existem os exploradores. Claro que não no mau sentido, de se aproveitar das pessoas, mas de explorar lugares mesmo, conhecer cada cantinho do jogo, sejam esses locais acessíveis ou não. Aliás, o que move essas pessoas é exatamente esse “ou não”.

Explico. Um verdadeiro membro da Explorers’ League, guiado ou não por Brann Bronzebeard, não se contenta com o title The Explorer. A grande motivação dessas pessoas não são titles ou achievs, e sim os lugares secretos, atrás de invisible walls, supostamente inacessíveis, mas.. que estão lá! E, se estão lá, se algum programador o fez, se está no jogo, então por que não ir, assim, só pra conhecer..

Entre alguns locais que conheço, e que são “escondidos, pero no mucho”, estão:

Ironforge Airport (Dun Morogh airfield).
Uma pérola que existe desde sempre e não se sabe o motivo. De todos os lugares inacessíveis que conheço, esse é o mais bem trabalhado. Tem construções, NPC’s, trolls brigando com anões, um aparente fly point ally (que não foi ativado), e até um trainer de pets de hunter! Ok, hoje em dia já não se treina mais pets, mas Peria Lamenur treinou o meu pet há alguns anos. Não se engane, há uma cópia dela em Kharanos, mas a original é a do Ironforge Airport!

Caverna de Silithus em Loch Modan.
Não tem nada de diferente no visual, é apenas uma caverna. Mas, quando se entra nela, você sai do general channel de Loch Modan e vai parar no chat de.. Silithus! Que, além de ser longe, nem no mesmo continente fica!

Old Ironforge.
Um local embaixo da forge de IF, muito bem feito e bem detalhado pra ser abandonado. Mas está lá, sem função, desde o wow classic. Há quem diga que visitar o lugar pessoalmente, colocar seu char lá dentro, dá ban! Então, se decidir ir, é bom tomar cuidado. Ou veja o local pelos olhos do pet de um hunter, que é o modo seguro.

Tribo das trolls dançarinas (Shatterspear).
Um local ao norte de Kalimdor, que nem exige genialidade pra se ver: se você for ally, pegue o fly de Darkshore a Moonglade, e fique olhando pra baixo. Mas, pra chegar lá, a coisa é um pouco mais complicada. Exige algum tipo de Slow Fall ou algo parecido, e muita paciência pra subir e pular em irregularidades ocultas no terreno.
Vale para ver as trolls Shatterspears

.

Hyjal.
Talvez o lugar que desperte maior curiosidade no wow. Desde sempre vejo pessoas perguntando o que há de tão especial nesse local de entrada proibida. Afinal, ocultar uma caverna ou uma dungeon pode ser simples, mas ocultar um território inteiro é algo beeem mais complicado.
Hyjal já foi “acessível” por meio de diferentes exploits e burlando invisible walls. Hoje em dia não dá, já que desde o patch 3.0, não importa por onde se consiga entrar, quem pisa em hyjal é teleportado pra Winterspring. Tem até uma caverna em Winterspring que, quando se chega ao final dela, você entra no general channel de Hyjal. E, no tempo da screenshot, bum! é teleportado =/
Também em Hyjal fica a famosa placa de “Blizzard construction“. E, claro, a World Tree, motivo de tanta briga no passado.

Gilneas (Greymane Wall).
Ao sul de Silverpine, o Greymane Wall é o desafio aos que desejam conhecer Gilneas, antes que ela se torne a capital dos Worgens. Como por enquanto não há nada lá, apenas um vazio total, não tem muito o que se dizer sobre o local. Vale o desafio, e só.
http://www.wowwiki.com/Greymane_Wall

GM Island.
O lugar lendário. Se há algo que premia os explorers, é chegar na GM Island. Proibido, pode ser motivo pra suspensão/ban. Difícil, já que pouca gente sabe exatamente onde é. E inútil, já que não tem nada de mais pra se ver. Mas, mesmo não tendo nada pra se ver, é extremamente desafiador chegar à GM Island. E igualmente difícil é sair de lá sem ter problemas com os GM’s. Ou não, vai saber. Pouca gente já passeou por lá mesmo, quem poderia contar?
Ah, sim.. pelas construções do local, a GM Island é território ally.

Ha outros locais, outras possibilidades, muitas mesmo. Pra citar mais algumas, dá pra andar por baixo de Stormwind, ir numa casa de goblins, com vendor e tudo, entre SW e IF, indo pelo mar (sem bug, sem exploit, com paciência) ainda sobre os goblins há um vilarejo em Arathi, atrás da ex-cidade ally, que não é escondido, mas ninguém vai lá, tem o lado esquerdo da area inicial dos Forsaken, que é uma grande área inacessível, uma ilha ao sul de Tanaris, que nem aparece no mapa, mas uma quest da chain de AQ exige que você vá pra lá, uma fazenda orc ao sul de Silithus (indo pelo mar), Zul Gurub “uninstanced”, sem mob nenhum, os porões de Karazhan, escondidos atrás de uma portinha, e até um lugar bobo, como a AH de Orgrimar, do lado de “dentro”, junto com os NPC’s, e mais outros muitos locais.

Existem lugares e mais lugares em Azeroth pra serem explorados, vilarejos, dungeons, simples NPC’s, mapas vazios, muita coisa mesmo! Mas antes da Cataclysm ser lançada. Porque depois, com fly em Azeroth inteira e os mapas remodelados, a maioria dos locais, antes fechados, se tornarão acessíveis a meros mortais. E o ponto é que será diferente. Tanto em visual, quanto em desafio. E o desafio é justamente o que move os explorers!

Ah, detalhe. No que se trata de lugares escondidos, as cidades da ally são campeãs. Uma instância fechada em Stormwind, Gilneas, que ainda nem existe, mas o local já é acessível atravessando o Greymane Wall, Old Ironforge, Ironforge Airport, e até esses dias atrás, quando se ia naquele cantinho onde se abrem duels dentro Ironforge, você saia do trade channel/general chat de IF e ia pro chat de Dun Morogh. Mesmo estando dentro de IF.

Dependendo da sua facção visão de jogo, de você ver o copo “meio cheio ou meio vazio”, dá pra entender que os programadores ally são mais legais e deixaram tudo isso pra Ally se divertir, ou podem ser um bando de preguiçosos que não fizeram o serviço direito
:mrgreen: